icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes e Matheus Babo
07/06/2014
14:10

O atacante Martinuccio nem retornou ao Fluminense após o fim do empréstimo com o Cruzeiro e já pode deixar o clube. Na última sexta-feira, o presidente do Vitória, Carlos Falcão, confirmou ao LANCE!Net o interesse no jogador. Além da equipe baiana, o Coritiba também pretende contar com o jogador para o retorno do Campeonato Brasileiro.

Martinuccio é um pedido do técnico Celso Roth, que trabalhou com o jogador no Cruzeiro, em 2012. O treinador já teria até ligado para o argentino, que considerou a transferência uma boa ideia. A aposta do clube paranaense para um possível acerto é a vontade do jogador, que se animou com a oportunidade de voltar a trabalhar com Roth.

O alto salário de Martinuccio realmente pode impedir uma negociação. O argentino tem os vencimentos mensais em cerca de R$ 350 mil, algo considerado fora dos padrões tanto para a equipe baiana, quanto para os paranaenses. Ambos estão negociando um acordo com o Tricolor para que todos os lados saiam satisfeitos com a negociação.

Apesar de ser considerado uma opção para Cristovão Borges caso Wellington Nem não consiga a liberação do Shakhtar Donestk (UCR), a tendência é que Martinuccio seja mesmo emprestado. Pelo Fluminense, quem está tocando as negociações é o diretor executivo de futebol Paulo Angioni. Ele se reuniu com o empresário do jogador na sexta-feira e terá um novo encontro na próxima segunda.

Depois de assinar com o Flu em 2011 como a grande esperança, Martinuccio não conseguiu se firmar no Tricolor porque o então técnico Abel Braga não era um dos maiores admiradores do futebol dele. Em 2012, acertou com o Cruzeiro, mas conviveu com lesões e duas sérias cirurgias. A equipe mineira adquiriu 25% dos direitos econômicos do atacante, mas não quis nem sequer tentar prorrogar o empréstimo ou até mesmo adquiri-lo em definitivo.