icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
12:10

O presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, anunciou na manhã desta sexta-feira Dado Cavalcanti, de 32 anos de idade, como técnico da equipe para a temporada 2014. Depois de realizar um bom Campeonato Paulista pelo Mogi Mirim e sonhar com o acesso à Série A com o Paraná antes da queda de rendimento dessa equipe, o comandante chegou animado ao Alto da Glória. Durante a apresentação, o mandatário coxa-branca ainda afirmou após reunião que Alex, meia de 36 anos que está na mira do Palmeiras, ficará no clube em 2014.

- O Alex é um menino brilhante, um jogador excepcional e tem uma admiração dentro e fora do campo. Não vejo o Coritiba sem Alex. O nosso capitão, além da grande paixão que ele tem pelo Coritiba - disse o dirigente, que teve discurso acompanhado pelo novo técnico.

- Conversei um pouco com o Alex e ele dispensa comentários. Costumo falar que a equipe competitiva sempre tem um jogador diferenciado, que resolve jogo. Será muito bom tê-lo ao meu lado - analisou o novo comandante.

Alex saiu de campo na última rodada do Campeonato Brasileiro incomodado com a postura do presidente, que fez críticas ao elenco durante a luta contra o rebaixamento. Ele, então, disse que precisaria de uma conversa com o dirigente para definir o que faria - esta ocorreu na manhã desta sexta, um pouco antes da apresentação de Dado, que atrasou por conta desta reunião.

- Era mais uma questão de colocar algumas coisas entre nós para que nossas posições ficassem bem claras. Ele manifestou em todos os momentos que não pensou sair do Coritiba. Mas queria conversar sobre planejamento. A conversa hoje foi importante e tomamos todas as definições. Então acho que isso foi importante - acrescentou Vilson.

Mesmo antes desse encontro, na quinta o presidente disse que Alex ficaria. O Palmeiras sonha com a contratação do atleta, que conquistou a Libertadores de 1999 pelo clube, e vinha mantendo contato frequente com ele recentemente. Além da relação com o Verdão, Alex tem laços com o técnico Gilson Kleina, que é seu padrinho de casamento e disse que o jogador seria "muito bem vindo" à equipe.

O meia, por sua vez, disse ter propostas "há muito tempo" para trocar de clube. A intenção era de que o armador fosse para as férias com a família e depois decidisse o futuro. Segundo o mandatário do Coxa, não foi preciso tanto tempo.