icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2014
23:11

Parte da torcida do Corinthians fez uso de sinalizadores para comemorar o gol marcado por Paolo Guerrero aos 37 minutos do segundo tempo. O problema é que o artefato é proibido em estádios brasileiros e o caso pode gerar problemar para o clube com perdas de mando de campo, já que deverá ser registrado em súmula graças à paralisação promovida pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro por cerca de três minutos, já nos instantes finais do confronto na Arena Corinthians.

Alguns torcedores do Timão que estavam no Setor Sul, de onde saiu a fumaça branca que ocupou o campo de jogo e interrompeu a partida, denunciaram os torcedores que portavam os sinalizadores. Cinco foram detidos até agredidos pelos outros torcedores e levados pela Polícia Militar. No fim, três permaneceram detidos na delegacia do estádio e outros dois, sem envolvimento, foram liberados.

O Corinthians tem mais um jogo a ser realizado na Arena Corinthians em 2014 - na última rodada, contra o Criciúma - e pode ir a julgamento no STJD por conta do relato na súmula. A identificação dos responsáveis, no entanto, pode ser levada em conta pelo órgão, como relembrou o próprio técnico Mano Menezes. O comandante do Timão, entretanto, questionou a razão pela qual a entrada em campo com os artefatos foi permitida pelo policiamento e segurança particular em Itaquera.

- Eu não sei exatamente como funciona isso, só acho estranho que se não pode ser acendido que as pessoas entrem. Tanta gente revistando, cuidado com a segurança... aí não é nem um, são vários sinalizadores. Não consigo entender. Como entram? Mas também está mais do que na hora de todos serem responsáveis. A gente já é cobrado por resultado, atuação, um monte de coisa, então na medida em que a coisa fica mais responsabilzada fica melhor - disse, tentando aliviar a situação do Corinthians no novo caso de uso de sinalizadores por parte da torcida.

* Atualizada às 2h.