icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
26/07/2014
07:42

O Botafogo já acertou com o meia Cachito Ramírez e o jogador também já definiu tudo com o Corinthians. Mas o clube paulista só deve liberar o empréstimo do peruano quando resolver a situação de Lodeiro, que está com a documentação presa – por causa das dívidas do Glorioso – e por isso não pôde estrear pelo Timão.

Há cerca de dois meses, o Botafogo aceitou uma proposta do Corinthians por Lodeiro, mas ainda não recebeu os cerca de R$ 2 milhões referentes à negociação. O Timão tem o dinheiro em mãos, mas a diretoria carioca pediu para não receber ainda, pois está com 100% da receita penhorada. Se a quantia bater na conta do clube, ficará retida.

Além disso, a documentação ainda não foi liberada ao Corinthians porque, também por conta de dívidas, o Botafogo está impedido de vender jogadores.

 Por estes motivos, o Corinthians estuda alguma outra operação para contar logo com Lodeiro e, aí sim, liberar Ramírez. Uma possibilidade que tem sido discutida é a de o uruguaio ser emprestado ao Timão, sem custos, até o fim do ano, mas com um acordo já determinado para que os cerca de R$ 2 milhões sejam pagos ao Fogão no fim do vínculo.


A intenção é que o Botafogo tenha tempo  para resolver parte destes problemas financeiros. O Corinthians também trabalha para entrar na Justiça para obter logo a liberação.

Com Ramírez, os detalhes da negociação já estão definidos. O Botafogo vai pagar 50% do salário dele e o Corinthians, a outra metade. A previsão é de que no início da próxima semana o Timão receba a documentação de Lodeiro e que Ramírez desembarque no Rio para fazer exames e assinar contrato com o Glorioso.