icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Renato Rodrigues
15/12/2013
08:00

O Corinthians tenta atravessar a negociação do santista Cícero com o Shandong Luneng (CHI) para ter o meia em 2014.

A diretoria do Timão já tratou do assunto em algumas reuniões com o empresário do jogador, Eduardo Uram, e considera a negociação difícil. Cícero recebe R$ 350 mil mensais no Santos e pede R$ 450 mil para defender o rival. Valores na operação da contratação também atrapalham, na visão dos envolvidos.

O jogador está emprestado pelo Tombense (MG), clube de Uram, até o fim de 2014. O agente detém 100% dos direitos econômicos e tem poder na negociação. No entanto, não concorda em arcar com a rescisão com o Santos e ainda baixar a pedida de luvas e salários. Há a intenção de vender 50% dos direitos econômicos para o clube que levá-lo. O Corinthians, porém, alega que tem pouco dinheiro em caixa para investir em reforços e que não pode fazer loucuras.

As cifras milionárias que o Shandong Luneng ofereceu também fazem a China ser o destino provável no próximo ano.

Na última quarta-feira, ao falar que descartava o volante Elias e o atacante Marcelo, o diretor de futebol Roberto de Andrade admitiu as dificuldades e reclamou de valores “inviáveis para o mercado nacional”. Apesar disso, o clube conversa com investidores que topem entrar no negócio. Os dois ainda são pretendidos. No caso de Cícero, 29 anos, dificilmente um parceiro investiria.

O Corinthians conversa com jogadores da posição para reforçar o elenco em 2014, uma vez que decidiu não renovar o contrato de Danilo, que acaba em julho, e que Romarinho será vendido em caso de proposta da Europa. Douglas, outro meia do elenco, também não está garantido.

Maicosuel em 'stand by'
Com a tentativa por Cícero, o meia Maicosuel, hoje na Udinese (ITA), virou o plano B do Timão. A diretoria já havia conversado com o empresário do ex-Botafoguense, o ex-jogador Lê, para saber das condições do negócio. O interesse vem desde a janela do meio do ano, mas os italianos não aceitaram liberá-lo por empréstimo na ocasião. Santos e Internacional também se interessam.

Meias em baixa

Danilo
Diretoria decidiu que o contrato, que vai até julho de 2014, não será renovado. Pode até sair em janeiro.

Romarinho
Em má fase e com casos de noitadas, foi colocado “à venda” pelo clube, que quer fazer caixa com ele.

Douglas
Meia fez um 2013 de altos e baixos. Mano não morre de amores por ele, e a recíproca é verdadeira também.