icons.title signature.placeholder Jonas Moura
26/11/2014
15:58

As agressões de jogadores à arbitragem e as tentativas de invasão da quadra por torcedores ao final da partida entre Corinthians e Intelli/Orlândia, pela semifinal da Liga Futsal, na última terça-feira, não ficarão baratas para o alvinegro.

O clube será punido com pelo menos uma multa administrativa por descumprir o regulamento e ainda está sujeito a sanções por parte do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Os valores ainda não foram definidos, pois dependem do que constará no relatório dos árbitros a ser enviado para a organização. Mas, nesses casos, podem chegar a R$ 5.000,00.

– Estamos aguardando o relatório dos árbitros para tomar medidas. O que for relacionado a tribunal, a respeito de invasão de quadra pela torcida, por exemplo, vai ser julgado pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Já o que for da parte adminstrativa é de nossa atribuição. São duas apenações diferentes – disse ao LANCE!Net Guilherme Palhinha, gestor da Liga Futsal.

O artigo 56 do regulamento da Liga Futsal diz que, "caso venham a ocorrer quaisquer animosidades, cusparadas, agressões, tentadas ou consumadas, físicas ou verbais, brigas, tumultos de qualquer natureza ou incidentes que venham causar, ou não, suspensão ou paralisação de jogo, arremesso de objetos ou líquidos de qualquer espécie dentro da quadra, independente de serem os autores membros das comissões técnicas, equipes e dirigentes de clubes ou torcidas, os responsáveis, visitantes ou não, são passíveis de multa administrativa no valor de até R$ 5.000,00 (cinco mil reais), estando, ainda, sujeito às demais sanções previstas neste Regulamento e no CBJD".

– O certo é que haverá uma punição em forma de multa. As administrativas são para o caso de a torcida ter invadido, uma pena pecuniária. Nós vimos que houve invasão, mas a pena varia de acordo com o que os árbitros relatarem. O time pode ser enquadrado em invasão de quadra, ou tentativa de invasão – explicou Palhinha.

[[GAL:LANPGL20141126_0001]]

Segundo o regulamento, em seu artigo 61, "as punições disciplinares e competitivas ocorridas na Liga Nacional de Futsal serão processadas e julgadas pela Justiça Desportiva na forma estabelecida pelo CBJD com base nas sumulas dos jogos, relatórios dos representantes, árbitros e outros meios de prova pelo CBJD admitidos".

A confusão na semifinal da Liga Futsal aconteceu após a Intelli/Orlândia marcar o gol da vitória e da classificação para a final a um segundo para o fim da prorrogação. Jogadores do Timão reclamaram que um dos dois árbitros teria apitado falta no lance que originou o tento de Dieguinho.

Logo após a bola balançar a rede do Corinthians, os jogadores partiram para cima da arbitragem (o goleiro Deivid chegou a empurrar um deles). A torcida também causou tumulto, ao invadir a quadra. A Polícia Militar teve de intervir e entrou em confronto com torcedores. O jogo ficou paralisado e foi encerrado antes de o cronômetro zerar.

Corinthians e Intelli/Orlândia voltariam a se enfrentar nesta quinta-feira, agora pela semifinal da Liga Paulista. Mas o jogo foi adiado para o dia 5 de dezembro em razão das cenas de violência no Ginásio do Parque São Jorge.