icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/04/2014
21:25

O Sporting, de Portugal, divulgou um comunicado nesta quinta-feira detonando as posturas de Flamengo e Corinthians no caso envolvendo a negociação do volante Elias. O clube paulista não demorou e, por meio de uma nota oficial em seu site, respondeu ao clube de Lisboa.

Na nota, o Timão se diz surpreso com as declarações do Sporting, dá novos detalhes da negociação e reapresenta a proposta pelo volante, nos mesmos moldes da última apresentada via email. Além disso, ainda dá 24 horas para uma resposta. Caso aconteça o aval do Sporting, Elias só poderia atuar pelo Alvinegro após a Copa do Mundo, quando reabriará a janela de transferência internacional.

Veja a nota oficial do Corinthians:

"Nota oficial - À direção do Sporting: proposta pelo Elias era real e está mantida

Surpreendida com a carta do Conselho de Administração do Sporting Clube de Portugal, emitida na tarde desta quinta-feira (03), a direção do Sport Club Corinthians Paulista se vê na obrigação de vir a público esclarecer a perda parcial de memória do clube lusitano:

1 - De fato, o Corinthians foi procurado pelos portugueses após negar a absurda proposta de 8 milhões de euros por 50% dos direitos do atleta Elias;

2 - Como a primeira negociação foi encerrada publicamente pelo Corinthians, e sendo o clube brasileiro procurado pelos portugueses, iniciou-se ali uma nova negociação;

3 - Nesta nova condição, o Corinthians não tinha obrigação de manter uma proposta já dada por encerrada e fez, de fato, uma oferta menor, mas por 40 % dos direitos do volante;

4 – Em seguida, Corinthians e Sporting chegaram ao valor consensual de 4 milhões de euros por 50%.

5 – Não foi a garantia que travou a segunda negociação, mas, sim, a absurda multa de 100% do contrato em caso de atraso em qualquer uma das quatro parcelas.

Por fim, o Corinthians deixa claro que a proposta era tão real que está mantida. Caso o Sporting Clube de Portugal queira negociar o volante Elias nos moldes da segunda negociação, ou seja, por 4 milhões de euros por 50% dos direitos, o Corinthians dá 24 horas ao clube português para aceitar a proposta. Desde de que:

1 - Sobre esse montante (4 milhões de euros), seja descontado o valor do salário do atleta nos meses em que ele não poderá atuar por conta do fechamento da janela;

2 - Não exista a absurda multa de 100% do valor da negociação em caso de atraso da parcela."