icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Lucas Faraldo
29/07/2014
07:01

Torcedor, técnico e jogador do Corinthians riem à toa após a promissora volta da equipe pós parada para a Copa do Mundo. Trazendo à tona algo próximo do “padrão Fifa” visto em campo no Mundial, o Timão de Mano Menezes já demonstra fôlego de quem brigará pelo título do Brasileirão.

Somente pela competição de pontos corridos, foram duas vitórias, contra Internacional e Palmeiras, em casa, e um empate, diante do Vitória, fora de seus domínios. Na Copa do Brasil, o Alvinegro aplicou 3 a 0 no Bahia, na Arena Corinthians, e praticamente selou sua classificação às oitavas.

Sem importantes peças lesionadas, Mano conseguiu repetir nove titulares nos quatro jogos. Apenas Romero e Renato Augusto se alternaram com Luciano e Jadson, respectivamente. O paraguaio mostra ascensão vertiginosa no Timão, enquanto o camisa 8 enfim parece estar apto fisicamente a encarar uma sequência de jogos.

Jogadores questionados após fraco desempenho no primeiro semestre tornaram-se peças fundamentais da equipe, casos de Fagner e Ralf. Guerrero e Petros, que já vinham de ascensão no início do Brasileirão, deslancharam de vez.

Enfim sentindo-se “em casa” na Arena, após vitória contra o Palmeiras no primeiro Dérbi disputado no novo estádio, Mano avaliou a atual fase vivida por sua equipe.

– Foi a primeira vitória em um clássico. Agora, é manter esse momento especial que a equipe atravessa, pois queremos cada vez mais – afirmou o treinador corintiano.


‘PRÉ-TEMPORADA’

Os 83% de aproveitamento pós-Copa são justificados, principalmente, pelos treinos. Foram 31 dias, em Extrema e no CT Joaquim Grava, para se preparar para a retomada do Brasileirão.

– A gente é inteligente o suficiente para saber que precisávamos corrigir algumas situações. Essa parada foi muito boa para isso. Tudo o que o Mano pediu, ele está muito satisfeito – disse Petros.

OS FATORES DO ‘MOMENTO ESPECIAL’ DO CORINTHIANS

Guerrero: Após nove partidas do “Brasileirão pré-Copa”, o camisa 9 havia somado dois gols. Nas três rodadas deste segundo semestre, “engrenou” e balançou as redes outras duas vezes. Em 2013, fez 18 tentos. Em 2014, cinco. Irá bater a própria marca?

Elias: O camisa 7 voltou a ser homem de confiança de Mano Menezes. Após passar pelas mãos do treinador no Corinthians de 2008/09/10 e no Flamengo de 2013, o volante é donos do atual meio de campo alvinegro, com gols e assistências.

Petros: Contratado no início de abril, o meia rapidamente conquistou seu espaço no Timão. Mano Menezes, inclusive, encerrou o primeiro semestre com o camisa 40 “intocável”. De contrato renovado, é o líder de desarmes no Brasileiro, com 55 roubadas de bola.

Ralf: Após primeiro semestre abaixo da média e perspectiva de ser vendido pelo Timão, o volante reencontrou o bom futebol e voltou às graças da torcida. A média de desarmes por jogou do camisa 5 saltou de 2,6 para 4,7 após a Copa do Mundo.

Fagner: Após falhas defensivas no primeiro semestre, o lateral não apenas melhorou suas chegadas à frente, como se tornou fundamental na cobertura de Ralf e Elias. Após gol contra o Inter, ele revelou ter “corrigido erros baseado em treinos repetitivos”.

Romero: Paraguaio se destacou no mês de “pré-temporada” demonstrando esforço nos treinos. Bastaram 11 minutos em campo contra o Vitória para tomar a vaga de Luciano e se firmar como titular de Mano Menezes. Já é até tratado como “xodó” pelo clube.

Arena Corinthians: Depois de resultados frustrantes contra Figueirense e Botafogo, o comportamento da equipe na Arena mudou. Impondo seu ritmo de jogo e se aproveitando da energia passada pela torcida, a equipe já soma três vitórias, contra Inter, Bahia e Palmeiras.

Sem desfalques: O baixo número de suspensos e machucados no plantel corintiano pós-Copa é fator benéfico para Mano Menezes. Apenas Ferrugem, Guilherme Andrade e Walter estiveram no departamento médico. Jadson e, agora, Guerrero, foram os únicos suspensos.

CONFIRA OS APROVEITAMENTOS DO CORINTHIANS NO BRASILEIRO PRÉ E PÓS COPA

Pós-Copa (três rodadas):
1º - Cruzeiro - 100%
2º - Corinthians - 78%
3º - Sport - 78%
4º - Internacional - 67%
5º - Santos - 67%

Pré-Copa (nove rodadas)
1º - Cruzeiro - 70%
2º - Fluminense - 59%
3º - Corinthians - 59%
4º - São Paulo - 59%
5º - Internacional - 59%