icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
26/06/2014
08:02

O Atlético-PR fechou sua pedida pelo atacante Marcelo em 5 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões), mas o acordo ainda não foi fechado porque o Corinthians não acertou a forma de pagamento. Enquanto o clube dono de 90% dos direitos do jogador exige receber o valor à vista, os paulistas querem dividir em três ou quatro parcelas semestrais. No momento, o Timão tenta viabilizar o dinheiro sem utilizar apoio de investidores.

– O Atlético-PR e o Corinthians ainda não se acertaram, e a gente está nessa expectativa. O que está pegando é a forma de pagamento, porque o Corinthians não evoluiu e o Atlético não aliviou. Alguém tem que sair da posição que está, senão não tem negócio. As coisas entre os clubes pararam, e nós também. Ainda não tem acordo. Mas sabemos que não é fácil levantar os valores dessa operação, e tenho certeza que o Corinthians está trabalhando para viabilizar – afirmou, ao LANCE!Net, Pablo Miranda, empresário do atacante.




O Corinthians vinha conversando com os representantes de Marcelo sobre salários e tempo de contrato, mas o estafe interrompeu a negociação e começou a pressionar o clube paulista para fechar logo o acordo, pois o próprio atacante já demonstra ansiedade, como disse em contato com a reportagem nesta semana. De acordo com Pablo, tudo será resolvido entre Corinthians-Marcelo quando houver o aval do Furacão.

Recuperado de uma lesão na coxa esquerda que o manteve treinando durante as férias da pausa da Copa do Mundo, Marcelo deve se apresentar normalmente ao Atlético-PR nesta segunda-feira, e seguirá a rotina de treinos até a novela acabar. Nenhuma das partes estabeleceu um prazo para esse capítulo final.