icons.title signature.placeholder Lucas Faraldo
21/11/2014
10:01

Para muita gente, se o Corinthians não briga hoje ponto a ponto com o Cruzeiro pela ponta do Brasileirão, a culpa é do "efeito Robin Hood". A anormalidade alvinegra na competição, contudo, parece ter ficado para trás, conforme havia sinalizado Mano Menezes na semana passada.

Não somente o técnico do Timão, como boa parte do elenco, teve de se acostumar às comparações com o mítico heroi inglês, que roubava moedas dos nobres para distribui-las aos pobres. Na atual edição do Brasileirão, o Corinthians seguiu lógica semelhante: venceu Cruzeiro, São Paulo, Atlético-MG e Internacional, concorrentes diretos no pelotão de frente; mas tropeçou diante de Figueirense, Botafogo, Criciúma, Chapeconte, Coritiba, Vitória...

Nas últimas rodadas, porém, o Corinthians pareceu, de uma vez por todas, ter superado tal estigma. Desde que perdeu para o Botafogo (sua última derrota no Brasileirão), o Timão acumula triunfos sobre Vitória, Bahia e Goiás, além de empates contra Palmeiras e Coritiba (pela parte de cima da tabela, jogou contra o Santos e venceu).

Na última sexta-feira, em entrevista concedida no CT Joaquim Grava, Mano Menezes foi questionado sobre a provável dificuldade que o time encontraria para ganhar de Bahia e Goiás, então próximos adversários. Seguro, o treinador afirmou que a metáfora com Robin Hood já era coisa do passado. As vitórias contra baianos e goiânos parecem comprovar a tese do comandante... 

– Já passamos por essa história (de Robin Hood). Podemos ter um pouco mais de dificuldade quando nos confrontamos com equipes que propõe menos o jogo. Mas todos têm essa dificuldade. Já superamos a anormalidade. Estamos dentro do padrão – disse Mano Menezes na ocasião.

Vale lembrar que nesta reta final do Brasileirão, após encarar Grêmio e Fluminense, o Timão finaliza seus trabalhos diante do Criciúma, lanterna e praticamente rebaixado à Série B. Para encerrar a temporada de forma positiva e, de uma vez por todas, deixar a anormalidade que tanto o assombrou para trás, nada melhor do que uma vitória contra a equipe catarinense lá no dia 7 de dezembro, na Arena Corinthians.