icons.title signature.placeholder Guilherme Abrahão e Marcello Vieira
01/04/2014
20:20

Renato Gaúcho está por um fio como treinador do Fluminense. A sequência de resultados ruins pode selar a saída do comandante. O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, inclusive, dará entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, nas Laranjeiras, e deve confirmar a demissão. O LANCE!Net transmite a entrevista em tempo real a partir de 11h.

Renato chegou ao clube em meio à crise entre o próprio mandatário do Flu e o presidente da patrocinadora, Celso Barros. O L!Net apurou que Peter Siemsen não aprova o trabalho e não quer a continuidade do treinador.

Em mais uma queda de braço, Celso Barros, que impôs sua vontade na chegada de Renato e arca com a maior parte dos vencimentos do treinador, ainda quer a manutenção do técnico. Contudo, se Peter optar pela demissão, o clube terá que bancar sozinho os gastos da nova escolha.

Além disso, o clima entre Renato Gaúcho e os jogadores não é dos melhores. Algumas lideranças do elenco do Fluminense estão insatisfeitas com a forma como o treinador conduz a equipe. Entre os jogadores há discordância também em relação ao esquema tático adotado. Para completar, o estopim teria sido a eliminação no Campeonato Carioca, quando Renato abertamente pediu reforços e reclamou da postura do time contra o Vasco.

Peter Siemsen estaria decidido em derrubar Renato e já estudaria possíveis nomes para substituí-lo. Entretanto, alguns integrantes do departamento de futebol defendem a permanência dele até pelo menos o jogo contra o Horizonte, semana que vem. Caso a queda na Copa do Brasil se concretize, Renato Gaúcho seria então demitido.

O contrato de Renato Gaúcho com o Fluminense não tem multa rescisória. Mas o clube teria de pagar os vencimentos até o fim do ano.