icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/06/2014
15:48

O problema técnico que impediu a execução dos hinos de França e Honduras no último domingo, no Beira-Rio, não registrou a primeira gafe na história do protocolo da Fifa que antecede as partidas. No Mundial de 86, no México, a organização se confundiu e tocou o hino da bandeira brasileiro em vez do hino nacional antes do jogo contra a Espanha, que marcou a estreia verde-e-amarela naquela edição. Quando a música errada começou a tocar, alguns atletas, como o goleiro Carlos, até tentaram balbuciar algumas palavras, constrangidos, enquanto Sócrates fazia sinal de negativo com a cabeça. Os jogadores logo perceberam que a organização não conseguiria corrigir o problema a partiram para o aquecimento. Relembre no vídeo abaixo: