icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
15/11/2013
08:05

O governo do Rio de Grande do Sul não está sozinho na elaboraçäo, acompanhamento e captaçäo de projetos antes e durante a Copa do Mundo de 2014. Em 8 de maio de 2012, a Secretaria do Esporte e do Lazer concedeu chancela à empresa ISM (Instituto SportsMarket) para realizar o meio de campo entre as seleções e as cidades que vão participar – direta ou indiretamente – da competição.

A empresa foi autorizada a trabalhar sem a necessidade uma licitação e não recebe dinheiro do governo. Mas isso não significa que o acordo não tem fins lucrativos. O ISM recebe por intermediar as conversas com as confederações e, principalmente, ao fechar negócios esportivos nas cidades.

Além de detalhar o mercado comercial interno (turismo e economia) aos representantes das seleções, a empresa, cuja a sede fica em Porto Alegre, ataca em outra frente: usa como base os estudos da Fundação Getúlio Vargas sobre a Copa do Mundo da África do Sul para conquistar a confiança dos empresários locais. Na última edição do Mundial, por exemplo, cada turista gastou cerca de R$ 11,400 em 17 dias. Destes, 45% tinha entre 25 e 34 anos.

Apesar de o ISM ter começado as tratativas com as comissões técnicas das seleções no primeiro semestre de 2012, o trabalho se intensificou no último mês, quando o COL (Comitê Organizador Local) divulgou em São Paulo o catálogo oficial com os 83 CTS (Centros de Treinamento de Seleções). Da lista final, o estado do Rio Grande do Sul ficou com 11 sedes (confira na lista completa no quadro abaixo).

De acordo com Fábio Ruaro, vice-presidente do ISM, dez seleções, entre elas, Rússia, Chile, Japão e Austrália, estiveram no Rio Grande do Sul nos últimos meses a convite da própria empresa. Os representantes conheceram algumas das instalações (centros de treinamento e hotéis). Hoje, no entanto, somente quatro seleções seguem mantendo as negociações.

Equador deve ficar em Caxias

Os representantes da seleção do Equador, que garantiu a classificação à Copa do Mundo de 2014 como a quarta colocada nas Eliminatórias, estiveram em Caxias do Sul no início do mês para avaliar os estádios Centenário e Alfredo Jaconi. Os dois locais causaram ótima impressão na comitiva do país vizinho, principalmente por conta da condição dos gramados.

Rio Grande do Sul na Copa do Mundo

Sede
Porto Alegre (Estádio Beira-Rio)

Centros de Treinamento de Seleções credenciados e aprovados pela Fifa
Bento Gonçalves (Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos), Cachoeirinha (Estádio do Esporte Clube Cruzeiro), Canoas (Complexo Esportivo da Ulbra), Caxias do Sul (Estádio Francisco Stédile e Estádio Alfredo Jaconi), Farroupilha (Estádio das Castanheiras), Gramado (CT de Várzea Grande), Gravataí (Estádio Vierão), Lajeado (Centro Esportivo Lajeadense), Novo Hamburgo (Estádio do Vale) e Viamão (Centro de Treinamento Vila Ventura).