icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
04/11/2014
10:53

Nesta terça-feira, o São Paulo deve assinar contrato com o novo responsável pelas categorias de base do clube, cargo vago desde a destituição de Juvenal Juvêncio e seus subordinados em meados de setembro. O favorito para ocupar o posto é Júnior Chávare, que desde de janeiro do ano passado trabalha como coordenador das categorias de base do Grêmio.

Pessoas ligadas ao Tricolor afirmaram que o profissional, que lida com futebol desde 1990, visitou o CFA Laudo Natel, em Cotia, há quatro dias para conhecer a estrutura da base são-paulina e participar de uma reunião. Como o próprio presidente Carlos Miguel Aidar disse ao LANCE!Net, a tendência é que o contrato com o profissional seja assinado ainda nesta terça.

Já a apresentação do novo homem forte deve acontecer apenas no dia 10 de novembro. Caso o negócio seja concretizado, Chávare terá de se reunir com os profissionais que têm administrado o CFA interinamente, os técnicos dos times de base e também com observadores e colaboradores do São Paulo para traçar o planejamento para as categorias inferiores nos próximos anos.

Neste ano, o trabalho de Júnior Chávare no Grêmio ficou evidenciado pela conquista do Campeonato Gaúcho nas categorias sub-17 e sub-20. O número de atletas da base gremista convocados para as categorias inferiores Seleção Brasileira e utilizados pelo time profissional aumentou, elevando o prestígio do coordenador de 47 anos, que recentemente tirou o jovem sul-africano Ty Sandows de Cotia para levar a Porto Alegre.

Antes de encaminhar o acerto com Chávare, Carlos Miguel Aidar e Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol, entrevistaram diversos profissionais. O ex-zagueiro e ídolo são-paulino Oscar Bernardi e Klauss Câmara, que passou pelo Fluminense e atualmente trabalho Cruzeiro, também foram procurados.