icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/12/2013
15:27


Pedro Geromel atuava no base do Palmeiras quando deixou o Brasil ainda jovem para defender o Desportivo de Chaves, de Portugal. O ano era 2003 e ele tinha 17 anos. Nesta quinta-feira, dia 26 de dezembro de 2013, Geromel, que estava no Mallorca, da Espanha, retorna ao futebol brasileiro para defender o Grêmio. Apresentado nesta tarde, no Olímpico, ele, que usará a camisa 3 no clube, sabe que terá de vencer a desconfiança dos gremistas.

– Sai cedo daqui, mas fui criado aqui. Nos últimos dez anos tive a oportunidade de jogar em grandes ligas da Europa e aprendi muito. Venho para somar e ajudar com tudo que aprendi, colocar em prol do Grêmio – disse Geromel, para, na sequência, deixar claro qual é a sua principal missão no Tricolor:

– É jogando futebol (para vencer a desconfiança). É normal a torcida estar receosa. Venho para cá com toda a determinação, com todo o querer. Quero provar o meu valor aqui no Brasil. É algo importante para mim.

Antes de defender o Palmeiras nas categorias de base do Palmeiras, Geromel defendeu a Portuguesa. E ele sofreu como torcedor da Lusa durante a final do Campeonato Brasileiro de 1996, conquistado pelo Tricolor. O título gremista, no entanto, fez crescer uma admiração do jovem defensor pelo time gaúcho, agora a sua nova casa.

– Vivi aqui no Brasil até os 17 anos e sempre acompanhei futebol, a paixão nacional. Quando estava no infantil da Portuguesa vi a final do Campeonato Brasileiro de 1996, entre Grêmio e Portuguesa. Jogava na Portuguesa e torcia para a Portuguesa. Depois, passei a ter admiração pelo Grêmio, sempre acompanhei o Grêmio – destacou Geromel, antes de tranquilizar os gremistas:

– Creio que para mim é um prilégio. É uma honra. Eles (torcedores) podem ficar tranquilos. Desde o primeiro momento que visto a camisa me dedico muito.

Responsável por apresentar Geromel, Rui Costa, diretor executivo de futebol gremista, revelou ter tentado a contração do defensor ainda em junho, o que não aconteceu. No entanto, a chegada do zagueiro ao clube era uma certeza desde outubro. A contratação de Geromel é uma forma de o Grêmio se "proteger" de uma eventual saída de Rhodolfo emprestado pelo São Paulo até junho.

– Vínhamos conversando desde junho. Havia uma preocupação de que nós pudéssemos ter um zagueiro com o perfil dele, já que sabíamos que o Rhodolfo poderia sair. Naquele momento não deu certo, mas ele sabe da admiração que tenho pelo futebol dele. Ele sempre mostrou conhecer muito o Grêmio, a forma como se joga aqui e gostou do projeto apresentado, pelo Grêmio – destacou Rui Costa, antes de completar:

– Desde outubro temos esse contrato celebrado, mas só agora pudemos revelar. Ele está contratado desde outubro.

Geromel foi emprestado pelo Colônia, da Alemanha, e assinou contrato até junho de 2016 com o Tricolor. Ele defendia o Mallorca, atualmente na Segunda Divisão do futebol espanhol, também emprestado pelo clube alemão.