icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
03/02/2015
23:21

Peça importante no trabalho de reestruturação do Botafogo, o técnico René Simões comentou as pretensões do Alvinegro para esta temporada. Segundo ele, não há tanto risco do time da Estrela Solitária não retornar à elite do futebol brasileiro. Para René, a meta não é subir, e sim, vencer a segunda divisão.

- Eu não vejo esse risco todo. Acredito muito nessa equipe que está sendo montada, no perfil que nós traçamos. Eu não tenho medo do Botafogo não subir. A meta que traçamos não é subir, é ser campeões da Segunda Divisão. O Botafogo vai montar esse trabalho e está com esse espírito. - afirmou Simões em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, nesta segunda

O comandante da equipe de General Severiano também ressaltou que o elenco do Fogão não está defasado em relação a seus adversários.

- Não vejo tanta defasagem. Eu vejo jogadores de qualidade, mas que não têm expressão ou nome. Alguns bons jogadores, que em alguns clubes não deram certo. Esse foi o perfil que eu e o Antônio Lopes traçamos. Jogadores que jogaram em times grandes mas que não deram certo. Vamos dar oportunidade para que eles apareçam e se desenvolvam - salientou o treinador do Glorioso

Confira outros trechos da entrevista:

CAMPEONATO CARIOCA
"O Campeonato Carioca vai ser um campeonato duro, e o Botafogo irá bem. Acho que o Flamengo está um pouco à frente, porque o Vanderlei (Luxemburgo) continuou e mexeu pouco no time, em três ou quatro posições. Então, ele tem uma base. O que ele está mudando é que ele marcava mais atrás, porque ele entrou bem conservador quando assumiu o time - no que ele gostava de chamar de zona da confusão. Ele foi conservador para tirar o time (da degola) e, agora, está adiantando a marcação. De resto, os princípios de jogo dele estão montados, então facilita ele."

EVOLUÇÃO DA EQUIPE
"Vai ser dar no dia-a-dia, com muito trabalho dentro de campo. Você tem que fazer o jogador treinar o jogo e, depois, jogar o treino, depois você corrige o jogo, e, dentro do treino, joga o jogo. Esses princípios serão colocados desta forma e o jogador tem que entender, ele faz parte desse processo."

ESTRUTURA DE TRABALHO
"Eu estou muito contente com o que vejo sendo montado no Botafogo. Foi muito fácil trabalhar, encaixar a equipe de profissionais que tem o clube, de altíssimo nível. Fiquei feliz em ter mantido e eu trouxe outros. Acho que estamos montando uma equipe de trabalho excepcional."