icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
00:09

Um dos capítulos mais complicados da história do Grêmio parece estar perto de uma solução. O Conselho Deliberativo do Grêmio aprovou com ressalvas o novo contrato com a OAS na parceria pela Arena. A assinatura do novo documento pode acontecer já nesta quinta-feira. Estiveram presentes na reunião 205 conselheiros.

As ressalvas dizem respeito ao que a vistoria comandada pelo clube gaúcho encontrou de problemas. Como, por exemplo, 1,4 mil cadeiras fantasmas e outros 400 pontos cegos no estádio. Em junho, o CD gremista já havia aprovado 14 mudanças no acordo entre as duas partes. Agora, o clube foi autorizado a tratar diretamente com a construtora a resolução destes pontos.

Com o acerto, as obras do Centro de Treinamentos gremista, localizado em frente a Arena. A assinatura do contrato era o esperado para liberar cerca de R$ 3 milhões para finalizar a obra, que já está mais de 75% concluída. O local é visto como possibilidade de sediar a pré-temporada já em 2014.

E MAIS:
> Grêmio inicia contatos com o São Paulo para manter Rhodolfo
> Elenco se reapresenta com elenco completo antes de decisão por vice

Com a renegociação do contrato esgotada, a "troca de ativos" pode acontecer. Da data da assinatura, o Grêmio tem 90 dias para ir do Olímpico para a Arena definitivamente, para que o estádio possa ser demolido e os empreendimentos imobiliários no local começarem a sair do papel.

A mudança que mais impactará no clube a curto prazo é a diminuição no valor que o clube precisa pagar pela migração dos sócios. De R$ 42 milhões anuais, passa a pagar R$ 12 mi - valor que cresce com o passar dos anos.

Arena do Grêmio poderá abrigar administração do clube, finalmente (Foto: Eduardo Moura)