icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
31/07/2013
15:05

Se Alexandre Kalil faz questão de dizer que não tem a menor vontade de ser novamente reeleito presidente do Atlético-MG (respeitando o estatuto do clube), o presidente do Conselho Deliberativo do Galo, Emir Cadar, também não quer ver o estatuto modificado, mesmo que a maioria absoluta dos conselheiros queiram que o atual mandatário continue sua gestão por mais tempo.

Kalil foi eleito em 2008, após o Galo ficar sem presidente (Ziza Valadares renunciara), e está no seu segundo mandato, que acaba no fim do ano que vem. Sua reeleição ocorreu no fim de 2011, após três anos à frente do Alvinegro.

- Acho que ele nem quer isso. O Kalil sempre falou que tem que saber a hora de entrar e de sair. Vários conselheiros já conversaram comigo, dizendo que o ideal seria que ele continuasse, mas é quase uma opinião unânime que seria desconfortável para a história do Atlético se mudasse o estatuto do clube para beneficiar uma pessoa - afirmou Emir Cadar, ao LANCE!Net.

O atual presidente do Conselho, que apoia a gestão já vencedora de Alexandre Kalil, ainda disse que, mesmo fora da presidência em 2015, o mandatário deixará um grande legado e irá indicar um sucessor com enormes chances de vencer a eleição.

Kalil realmente não quer

Como dito por Emir Cadar, Alexandre Kalil já se manifestou sobre a sua saída do Atlético-MG. Apesar de ter mais um ano e cinco meses à frente do Galo, Kalil não ficará para o terceiro mandato, respeitando o estatuto.

No entanto, Kalil deverá deixar seu trabalho nas mãos de uma pessoa da sua confiança, que participou diretamente da reformulação do Alvinegro. Entre os nomes, estão os dos diretores Adriana Branco e Rodolfo Gropen, além do vice-presidente Daniel Nepomuceno e o vice-presidente do Conselho Castellar Guimarães Filho.

Se Alexandre Kalil faz questão de dizer que não tem a menor vontade de ser novamente reeleito presidente do Atlético-MG (respeitando o estatuto do clube), o presidente do Conselho Deliberativo do Galo, Emir Cadar, também não quer ver o estatuto modificado, mesmo que a maioria absoluta dos conselheiros queiram que o atual mandatário continue sua gestão por mais tempo.

Kalil foi eleito em 2008, após o Galo ficar sem presidente (Ziza Valadares renunciara), e está no seu segundo mandato, que acaba no fim do ano que vem. Sua reeleição ocorreu no fim de 2011, após três anos à frente do Alvinegro.

- Acho que ele nem quer isso. O Kalil sempre falou que tem que saber a hora de entrar e de sair. Vários conselheiros já conversaram comigo, dizendo que o ideal seria que ele continuasse, mas é quase uma opinião unânime que seria desconfortável para a história do Atlético se mudasse o estatuto do clube para beneficiar uma pessoa - afirmou Emir Cadar, ao LANCE!Net.

O atual presidente do Conselho, que apoia a gestão já vencedora de Alexandre Kalil, ainda disse que, mesmo fora da presidência em 2015, o mandatário deixará um grande legado e irá indicar um sucessor com enormes chances de vencer a eleição.

Kalil realmente não quer

Como dito por Emir Cadar, Alexandre Kalil já se manifestou sobre a sua saída do Atlético-MG. Apesar de ter mais um ano e cinco meses à frente do Galo, Kalil não ficará para o terceiro mandato, respeitando o estatuto.

No entanto, Kalil deverá deixar seu trabalho nas mãos de uma pessoa da sua confiança, que participou diretamente da reformulação do Alvinegro. Entre os nomes, estão os dos diretores Adriana Branco e Rodolfo Gropen, além do vice-presidente Daniel Nepomuceno e o vice-presidente do Conselho Castellar Guimarães Filho.