icons.title signature.placeholder Marcio Porto
14/03/2014
16:39

O ex-arbitro Olten Ayres de Abreu, conselheiro vitalício do São Paulo, protagonizou cenas de constrangimento durante o treino do Tricolor nesta sexta-feira, no CT da Barra Funda. Conhecido no Morumbi pelo seu temperamento forte, Olten gerou mal estar ao se desentender com um segurança do clube, ao mesmo tempo em que o técnico Muricy Ramalho comandava a atividade no campo. 

Olten visitou o CT com dois de seus sobrinhos para tirar fotos com o elenco do São Paulo. O desentendimento começou quando o ex-árbitro ultrapassou uma faixa restrita do campo de treinamento. Ele não gostou de ter sido repreendido e chegou a ameaçar o segurança se esse resolvesse tocar em seu parente. A interferência foi tamanha que o atacante Alexandre Pato chegou a parar o treinamento para tirar uma foto com os garotos, em meio a reclamações de Olten e evidente constrangimento nos funcionários do CT.

Com o clima ruim, Olten reclamou do tratamento recebido e se defendia dizendo que foi autorizado pelo presidente Juvenal Juvêncio, de quem se orgulha de ser assessor especial. Ele é o conselheiro vitalício número 20 do São Paulo e esbravejou que será figura determinante para a eleição da situação no próximo pleito do clube, que acontece no próximo mês.

Olten Ayres de Abreu tem 85 anos e ficou conhecido na década de 60 como um dos principais árbitros do país. Ele ganhou fama por ter apitado vários jogos do Santos de Pelé, entre eles aquele em que o Rei anotou o tento conhecido como Gol de Placa, contra o Fluminense, no Maracanã. Em 2 de outubro de 1960, ele foi o árbitro do primeiro jogo da história do Morumbi, vitória do São Paulo por 1 a 0, gol de Peixinho, sobre o Sporting (POR).

A eleição do São Paulo terá do lado da situação o candidato Carlos Miguel Aidar, indicado por Juvenal Juvêncio, e Kalil Rocha Abdalla, que concorre pela oposição. As partes têm trocado farpas nos bastidores, em disputa que promete ser acirrada.