icons.title signature.placeholder Pedro Scapin
29/07/2014
11:03

Qual é o torcedor que nunca sentiu uma pontada de inveja dos campeonatos europeus, onde, praticamente em todos os jogos, o estádio recebe lotação máxima? Horário, preço, baixo nível do espetáculo, enfim, motivos não faltam para que as arquibancadas no Brasil fiquem vazias.

O Hanwha Eagles, time de beisebol da cidade de Daejeon, localizada na Coreia do Sul, resolveu pensar nas pessoas que não podem comparecer às partidas da equipe, e criou uma linha de robôs que as 'substituem'. Os 'Fanbots', como são chamados, usam a camisa dos Eagles e, no lugar de seus rostos, possuem telas de LED que mostram tanto mensagens quanto fotos, enviadas através do aplicativo oficial e da web, por torcedores assistindo ao jogo de fora do Daejeon Baseball Stadium. Três fileiras de assentos são reservadas às máquinas, que são programadas para servir como uma espécie de líder de torcida, entoando cantos, levantando placas e, até mesmo, começando a tradicional ola.


O time terminou as cinco últimas temporadas entre os piores colocados na liga nacional, e, por isso, a frequência da torcida vem sendo muito baixa. O objetivo dos robôs é atrair novamente velhos conhecidos e seduzir novos fãs. Já pensou se a idéia pega aqui no Brasil?