icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
17:27

Cenas lamentáveis fizeram a partida entre Atlético-PR e Vasco, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, ser interrompida aos 16 minutos do primeiro tempo. Torcedores vascaínos e do Furacão invadiram o setor da Arena Joinville que separava as duas torcidas e começaram uma confusão generalizada. Três torcedores ficaram gravemente feridos e foram encaminhados ao hospital, um de helicóptero e dois de ambulância. Um outro torcedor teve um traumatismo leve e foi atendido no próprio estádio. O árbitro da partida disse que vai esperar cerca de 30 minutos para decidir sobre o prosseguimento do jogo.

LEIA MAIS:
> Vasco se declara contra a continuidade do jogo: 'Não estão respeitando vidas'
> Seguranças contratados pelo Atlético-PR não tinham equipamentos de defesa
> Sargento diz que jogo sem policiamento foi entendimento da PM com MP

MAURO BETING:
> 'Estamos todos rebaixados'


Torcedor é socorrido após briga na arquibancada da Arena Joinville (Foto: Paulo Sérgio/L!Press)

Sem Polícia Militar no estádio, por decisão do Ministério Público, o conflito começou no meio das arquibancadas e chegou próximo ao setor do Vasco. Para escaparem da confusão, torcedores do Vasco chegaram a pular para o gramado. A Polícia Militar chegou à arquibancada cerca de cinco minutos após a confusão começar e dispersou os torcedores disparando balas de borracha.

A segurança dentro do estadio era feita somente por seguranças particulares, que não conseguiram conter os torcedores. Além das grades sepraram os setores, apenas cordas faziam uma espécie de "barreira" entre os setores. A Policia Militar ficou fora do estádio com 110 homens, sendo 20 da cavalaria. Também há relatos de confusão nos arredores da Arena Joinville.