icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Marcelo Damato
02/07/2014
13:30

As relações do São Paulo com os Estados Unidos estão definitivamente mais próximas. Nesta quarta-feira, o presidente Carlos Miguel Aidar anunciou que o clube firmará parceria com uma equipe norte-americana para intercâmbio de atletas e, possivelmente, até a compra da franquia. Os negócios foram revelados pelo LANCE!Net no dia 15 de junho.

O assunto foi levado a Carlos Miguel Aidar pelo português Francisco Marcos, um dos pioneiros do futebol nos Estados Unidos. Os dois se conheceram entre as décadas de 1970 e 1980 e promoveram parceria do Tricolor com franquias das cidades de Tampa e Dallas. No acordo, uma novidade no Brasil na época, o atual coordenador técnico Milton Cruz foi o principal nome enviado pelos são-paulinos à Terra do Tio Sam.

Franciso veio ao Brasil para a assistir à Copa do Mundo e aproveitou a visita para encontrar Aidar. O português já havia conversado com o vice-presidente de administração e finanças, João Paulo de Jesus Lopes, no dia 13 de junho e sinalizou com o interesse de levar o investimento do São Paulo aos Estados Unidos. Após conceder entrevista ao LANCE!Net e confirmar o desejo de nova parceria com o time do Morumbi, Francisco se encontrou com Aidar.

Chegada de Kaká faz zagueiro comparar São Paulo ao Cruzeiro

Para a conversa, Michael Duggan, prefeito de Detroit, e Dan Duggan, proprietário da franquia Michigan Bucks, foram convidados e apresentaram plano de ação para o São Paulo na cidade. Aidar se empolgou com a possibilidade de dar sequência ao processo de internacionalização da marca do clube, iniciado com a viagem a Orlando, a parceria com o Orlando City para ter Kaká por seis meses e com a seleção do país pela cessão do CT da Barra Funda durante a Copa do Mundo.

Um protocolo de intenções já está elaborado e as conversas definidas, restando apenas a oficialização da parceria. Mesmo assim, Aidar já fala até em comprar uma franquia para disputar a Major League Soccer ou a United League Soccer, principais campeonatos norte-americanos, o que cumpriria o principal sonho revelado por Francisco Marcos ao L!Net.

- No futuro quem sabe, podemos comprar uma participação de um time ou até um time todo - disse o mandatário tricolor.

Os dirigentes são-paulinos, no entanto, ainda se atrapalham para tentar explicar a parceria. Aidar disse em evento que seria com um clube de Detroit na MLS, mas a principal liga não possui equipes da cidade. Já João Paulo de Jesus Lopes diz que Dan Duggan, do Michigan Bucks, participará ativamente da parceria, mas não exatamente com a franquia da qual é proprietário. Segundo Francisco Marcos, um time em Detroit poderia até assumir a vaga deixada pelo Orlando City na USL para debutar na MLS em 2015.