icons.title signature.placeholder Fabricio Crepaldi
07/12/2013
08:03

O tão sonhado CT moderno do Palmeiras vai sair do papel. E de fato a reforma, que já começou, melhorará muito a estrutura de toda a Academia de Futebol.

O LANCE!NET teve acesso às plantas de como ficará o centro de treinamento do Verdão. Serão várias as mudanças, que ajudarão na preparação da equipe. As principais serão a construção de duas piscinas, uma com hidromassagem e outra para relaxamento, além de um alojamento com 30 suítes para concentração e descanso do elenco.

As novas instalações serão construída no lugar do ginásio. Ele não será demolido e parte da estrutura, como vigas e telhado, será mantida.

A obra será dividida em dois andares: no piso inferior ficará toda a parte do departamento médico, incluindo fisioterapia, radiologia, fisiologia, as duas piscinas e outros setores, além da sala do presidente Paulo Nobre, da diretoria, entre outros (confira toda a estrutura nas plantas). Já o piso de cima terá, além das 30 suítes, salão de jogos, auditório, cinema, rouparia e pequenas salas.

Com a mudança de toda a parte médica para o novo prédio, o vestiário dos jogadores terá muito mais espaço e será melhorado. Hoje o local abriga vários departamentos.

Planta do andar superior da nova Academia

Outro lugar que ficará mais “livre” será o prédio administrativo. A nova estrutura receberá, além das salas da diretoria, as do comando das categorias de base, os departamentos jurídicos e financeiros, entre outros setores. Com isso, apenas a comunicação e o marketing ficarão no mesmo local onde estão hoje.

Após o alojamento pronto, o clube não gastará mais dinheiro com concentração para jogos em casa. Mas na visão da diretoria o mais importante é dar maior conforto ao elenco e melhorar a preparação, já que tudo será feito dentro do próprio CT.

A previsão é que em junho as salas administrativas e do departamento médico sejam entregues. Em setembro será a vez dos refeitórios. Já o restante do primeiro piso e todo o andar de cima o clube planeja ter pronto no começo de 2015. O time não precisará parar de treinar na Academia até a conclusão.

A Ambev bancará 80% da obra pelo “Fundo Brahmeiro” – o custo total é mantido em sigilo. A cada lata de Brahma vendida em São Paulo, um centavo é repassado ao fundo. O valor total será dividido entre clubes de acordo com o número de fãs de cada no Facebook.