icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
19/11/2013
16:06

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) está trabalhando forte para que o Brasil receba a partir de 2015 uma etapa da Liga de Diamante, principal circuito do mundo.

Há poucos dias, a entidade enviou aos organizadores da competição uma carta de intenções manifestando o desejo de sediar o torneio.

A competição seria realizada no Rio de Janeiro ou São Paulo. A prioridade da CBAt é a de que o Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão) seja o palco da disputa.

Porém, por causa da interdição, o Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, surge como alternativa.

Os organizadores da Liga de Diamante exigem um estádio com capacidade para 8 mil espectadores. A arena paulistana pode receber até 12 mil torcedores.

Para sediar o evento, é necessário um investimento de cerca de US$ 3 milhões (R$ 6,79). Segundo José Antonio Fernandes, o Toninho, presidente da CBAt, a Rede Globo e a Caixa, patrocinadoras da entidade, já manifestaram o interesse em disponibilizar a verba.

Caso o comitê que organiza a Liga de Diamante aceite a proposta, a CBAt deve assinar um contrato de cinco anos.

Toninho confirmou também que São Paulo receberá no ano que vem o Campeonato Ibero-Americano de Atletismo.