icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/12/2013
11:39

Conca fará no Mundial de Clubes sua última participação pelo Guangzhou Evergrande, da China. Com pré-contrato assinado, ele retornará ao Fluminense no ano que vem. Grande nome do time campeão brasileiro em 2010, o apoiador voltará ao clube com o status de grande ídolo e isso pode aumentar sua responsabilidade, mas nada que assuste o craque.

- Todo mundo joga com responsabilidade, mas quando você veste a camisa do Fluminense a responsabilidade é grande, não tem como falar que não. O apoio da torcida é um combustível a mais. Quando o torcedor grita o seu nome, você sente que pode tirar forças de dentro - disse ao site oficial do Fluminense.

Muito querido pela torcida tricolor, Conca confessa estar mesmo com saudade desse calor humano após uma passagem de três temporadas na China. O apoiador destaca a diferença do público que ele espera encontrar aqui no Brasil, apesar de também ser muito apreciado pelos chineses.

- Ter o nome gritado na China não acontece muito. Começou comigo há pouco tempo. Quando entro em campo, eles gritam o meu nome, quando eu volto para o segundo tempo também. Mas no Brasil é diferente, não tem como explicar, não tem como contar a alguém, só quem vive sabe como é esse momento. Cada jogador sabe o que sente quando ouve o seu nome gritado pela torcida do Fluminense. É uma das coisas mais bonitas que acontecem no futebol. Você fazer um gol e ouvir a torcida tricolor gritar o seu nome é especial, não tem como descrever com palavras - afirmou.