icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
19:35

O Palmeiras publicou nesta quinta-feira à noite uma nota oficial em resposta à denúncia do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) sobre as 258 cadeiras que a torcida alviverde quebrou no último Dérbi na Arena Corinthians, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. No comunicado, a diretoria do Verdão declara que ainda não recebeu intimação e entende que o ato de vandalismo dos torcedores não prejudicou o espetáculo.

Por conta da depredação das cadeiras do estádio, Palmeiras e Corinthians foram denunciados pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Os dois clubes foram enquadrados no artigo 213 (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto) e, por conta disso, podem ter de pagar multa de R$ 100 mil e perder mando de até dez partidas no Brasileirão.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA:

"Com relação à suposta denúncia do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) sobre as cadeiras que foram quebradas no último clássico entre Palmeiras e Corinthians, a Sociedade Esportiva Palmeiras informa que ainda não recebeu intimação a respeito do caso. Entretanto, o clube entende que não houve danos ao espetáculo e que todas as providências possíveis relativas à segurança no jogo foram adotadas, seja por parte do Palmeiras, do Corinthians ou da Polícia Militar. Seria impossível controlar a ação individual dos torcedores.

O Palmeiras já suportou os prejuízos ocasionados e está trabalhando na identificação dos infratores. De qualquer forma, o clube aguardará o recebimento da denúncia para analisar como irá se posicionar".