icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2014
19:34

Desde que chegou ao Flamengo, Elano sempre foi alvo de muita contestação por grande parte da torcida rubro-negra. Recuperado das seguidas lesões e comprometido com o trabalho definido por Ney Franco, o meia não foge à luta, acredita no próprio potencial e espera ser útil ao novo esquema adotado pelo treinador para que o Rubro-Negro se recupere na sequência da temporada.

- Acredito no meu potencial e muito no grupo. Na situação em que eu vivo eu poderia bem ir embora. Para mim seria muito prático, muito simples eu fugir de uma situação. Então eu continuo fazendo meu trabalho dentro do flamengo. Quando o Ney chegou em Atibaia, eu tive uma conversa muito direta com ele e com o Felipe (Ximenes, diretor-executivo de futebol). Eu falei que minhas atitudes dentro do treino seriam sempre aquelas que eles estavam acompanhando dentro desses dias, a minha entrega dentro do Flamengo. Não vou cobrar se eu jogo não, vou querer ser útil e sempre respeitar o trabalho do Ney, que está sendo muito importante para a sequencia do Brasileiro, pois o Flamengo não merece estar onde está. A gente sabe da tristeza dos torcedores, e da minha, com meu histórico de carreira, nunca estive numa situação dessa e vamos reverter isso - disse o meia.

No primeiro treino tático comandado por Ney Franco, o jogador surgiu como titular da equipe e após os intensos treinos de condicionamento físico, o meia não pensa em aposentadoria e se vê ainda mais revigorado.

- A parada foi extremamente importante para corrigir o que vinha sendo feito de errado. Eu não penso em parar de jogar futebol até dezembro. Eu me sinto bem apto a cumprir minhas funções, qual seja ela dentro do campo. Me sinto com 25, 23 anos, e eu não perco um treinamento. Lógico que o mais importante é o jogo, por isto estou fazendo o meu melhor para chegar bem nos jogos - garantiu o camisa 7.