icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/11/2014
12:55

Decidir tornou-se a especialidade de Éverton Ribeiro. No jogo que culminou na conquista do bicampeonato brasileiro consecutivo, diante do Goiás, o meia-atacante aproveitou cruzamento de Willian e marcou de cabeça para explodir o Mineirão de alegria. A festa dos 50 mil torcedores que presenciaram o duelo foi garantida pelo jogador que termina o Brasileirão como o principal nome do Cruzeiro.

Autor de seis gols, entre eles os decisivos contra Grêmio e Esmeraldino, o craque se destaca por servir os companheiros. Foram dez passes que terminaram em gol, além de outras 82 assistências para finalizações. Ele lidera ambas as estatísticas no Campeonato Brasileiro.

Os números alcançados por ele na atual temporada fazem com que Éverton Ribeiro possa permanecer com o rótulo de melhor jogador do país, alcançado durante a edição anterior do Brasileirão.

O craque ainda se destacou em outros dois quesitos. Ele é o homem de frente do Cruzeiro que mais roubou bolas durante o Brasileirão, com 60 desarmes. E ninguém dribla tanto quanto o maestro celeste. Foram 54 fintas nos adversários.

A manutenção do padrão foi consagrada na partida que culminou o título. Em 2013, o jogador se ausentou do jogo decisivo, diante do Vitória, no Barradão. Ele fica feliz por ter participado do título em 2014.

– Sempre que faço um gol de cabeça, brinco falando que é o meu forte. Sou baixinho e é difícil de fazer. É muito especial para mim. No ano passado, não pude jogar o jogo do título. Agora, entrei e ainda pude fazer um gol importantíssimo – afirmou.

Às vésperas da finalíssima da Copa do Brasil, na quarta-feira, às 22h, diante do Atlético-MG, no Mineirão, Éverton não esconde que o seu desejo é faturar a Tríplice Coroa pelo Cruzeiro.

– Agora, só temos a Copa do Brasil para pensar. Somos bicampeões do Brasileiro e vamos atrás da Tríplice Coroa para essa torcida. Podem ter certeza que vamos dar o nosso máximo para conseguir a virada. Não tem cansaço, é entrega total – concluiu.