icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena
10/03/2014
23:20

Depois de não receber voos durante manhã e tarde desta segunda-feira, o aeroporto de Vilhena voltou a funcionar no fim desta noite, de acordo com a Azul, única companhia aérea que faz voos entre Cuiabá (MT) e a cidade de Rondônia. Com isto, o Palmeiras, que jogará no local contra o Vilhena, às 19h30 desta quarta-feira, em sua estreia na Copa do Brasil, não deve ter tanta dificuldade para chegar.

A demora na publicação de um documento que autoriza o trabalho no aeroporto fez com que o voo deste início de tarde fosse cancelado - o da noite também seria, mas com o acerto na burocracia no fim do dia, foi possível realizar a viagem. Manuel Alberto Martins Figueiredo, diretor do local, havia dito no início da tarde que o problema estava resolvido, mas a companhia não confirmava a informação. Agora, ambos dizem que houve a resolução do impasse.

Caso a situação se mantenha até a noite desta terça, o elenco palmeirense poderá respirar aliviado. O grupo viaja de manhã para Cuiabá, treina na cidade e à noite viajará para Vilhena. Se o aeroporto seguisse fechado, como a Azul alega não mais estar, os comandados por Gilson Kleina poderiam ter que seguir de avião para Cacoal ou Ji-Paraná, ambas cidades de Rondônia, e depois ir de ônibus para Vilhena.

O trajeto mais curto renderia uma viagem de três horas, e a opção não era aquela desejada pelo clube. Ir de ônibus de Cuiabá a Vilhena seria ainda pior: dez horas de estrada.