icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
28/11/2013
19:38

Primeiro lateral a investir em subidas ao ataque num tempo em que os homens do lado de campo tinham a obrigação de defender, Nilton Santos revolucionou o futebol. Companheiro da Enciclopédia nos tempos áureos da década de 50, o ex-goleiro Adalberto, campeão Carioca pelo Botafogo em 1957, revelou um segredo do eterno camisa 6.

- O Nilton era ponta. Eu jogava com ele ainda na Ilha do Governador, onde crescemos juntos. O Nilton sempre gostou de subir ao ataque - contou o também ídolo alvinegro, que lembrou com muito carinho do amigo.

- O Nilton era uma pessoa muito simples. Todo mundo ficava abismado com a simplicidade dele. Era uma pessoa diferenciada - disse.

O corpo do ídolo do Botafogo e da Seleção Brasileira foi sepultado na tarde desta quinta-feira, no Cemitério São João Batista, na presença de vários alvinegros e outros ex-jogadores.

Botafogo se despede do ídolo Nilton Santos