icons.title signature.placeholder Francisco Loureiro
13/11/2013
11:37

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou esta semana que a CANOC Broadcasting Inc (CBI) terá os direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro na região do Caribe.

A CBI é uma empresa criada pelos Comitês Nacionais Olímpicos de países do Caribe com o único objetivo de adquirir e administrar os direitos de transmissão dos jogos de 2016 para a região.

A empresa detêm os direitos de transmissão para todas as mídias e línguas faladas pelos caribenhos. Os jogos serão transmitidos para Anguilla, Antígua e Barbuda, Barbados, Belize, Bermuda, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Ilha de São Cristóvão, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trinidad e Tobago e Turks e Caicos.

Richard Carrión, membro do COI, afirmou que o acordo firmado com a CBI inclui “garantias de que haverá uma cobertura expansiva TV aberta dos Jogos de 2016”.

Nos Jogos de Londres de 2012, a transmissão foi feita pela empresa jamaicana International Media Content (IMC), grupo ligado ao canal de esportes SportMax, sediado na capital do país, Kingston. Foram transmitidas 396 horas de competições, contra 154 nos Jogos de Beijing, em 2008.

A empresa já transmitiu as edições de 2006 e 2010, e adquiriu os direitos de transmissão para a Copa do Mundo do Brasil de 2014. A transmissão poderá ser a última chance dos caribenhos assistirem à performance do principal atleta da região, o velocista jamaicano Usain Bolt.