icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
17/02/2015
20:58

A provável revolução nas regras da Fórmula 1 que vinha sendo discutida para 2016 terá que esperar pelo menos mais uma temporada. Menos de 70% dos membros da Comissão da F1 votaram contra as mudanças na nesta terça, em Genebra, na Suíça.

Embora os responsáveis por votar contra as alterações ainda estejam no anonimato, foi divulgado que a opção foi por adiar mudanças para 2016 e promover uma alteração radical no regulamento técnico da categoria de uma vez só em 2017, conforme a revista inglesa Autosport.

A revisão nas regras teria feito alterações como carros mais largos, pneus maiores e mudanças no chassi. Quem rejeitou a mudança preferiu esperar por 2017 e uma possível mudança nos motores - uma das principais propostas é a introdução de propulsores com 1000 cavalos de potência.

Dessa forma, o assunto se encerra para a temporada 2016, já que a reunião foi a última chance de aprovar a proposta de forma não-unânime - apenas pela maioria. A partir de 1º de março, uma mudança só seria aprovada se fosse de forma unânime, o que é considerado altamente improvável - e dificilmente acontece na F1.

A Ferrari havia apresentando nesta manhã um desenho de carro conceito para a F1. E defendeu que para que ele fosse atingido seriam necessárias apenas algumas pequenas mudanças nas regras atuais.