icons.title signature.placeholder Craque do Futuro - Mateus Bassi
15/04/2014
17:55

Uma das estratégias de campanha do presidente Nelson Lacerda, as categorias de base do Comercial estão atualmente desativadas no clube. Sem projeção de retorno para a sua existência, já que o clube manterá apenas o elenco profissional no segundo semestre desta temporada, os dirigentes do Leão prometem rever essa característica internamente no clube.

Esta não é a primeira vez que o Comercial desativa as suas categorias de base. Entre 2008 e 2011, o clube não participou de nenhuma competição sub-15, 17 ou 20. Com a ideia da reativação, o objetivo é formar talentos em casa e não ter de gastar com contratações.

Por falar em problemas, a diretoria comercialina terá de arcar com mais um prejuízo. Trata-se da forte chuva que castigou Ribeirão Preto na última segunda-feira. Os ventos de até 65 km/h danificaram a estrutura da casa do Comercial e pedaços da cobertura do estádio chegaram a ruir. Além disso, divisórias também caíram e os bancos de reserva também foram danificados.

Outro aparente problema que os dirigentes do time vêm enfrentando é quanto ao pagamento de seus atletas. Os jogadores alegam não estarem recebendo em dia, o que dificulta a permanência de alguns deles no clube. A diretoria nega, mas os empresários dos atletas dizem o contrário. O último exemplo deste tipo de fato é em relação ao volante Gimenez, ainda com futuro incerto no alvinegro de Ribeirão Preto.