icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
10/07/2013
12:42

O volante tem um papel determinante na condução da equipe. Além de desarmar e proteger a defesa, dá qualidade à saída de jogo e ainda pode ser o "homem-surpresa" na área, marcando gols. Suspensos, Denilson e Wellington, titulares no clássico do último domingo diante do Santos, desfalcam o São Paulo. Na temporada, a dupla ainda não balançou as redes. E se por um lado o técnico interino Milton Cruz não poderá contar com os jogadores, por outro ele terá substitutos "modernos" e mais incisivos à frente: Rodrigo Caio e Maicon.

Os jogadores, que já foram às redes uma vez cada um, são alternativas para dar maior fluidez à equipe são-paulina durante a partida e também imprimem um estilo de jogo diferente. Maicon até foi titular com o ex-técnico tricolor, Ney Franco. Já o polivalente Rodrigo Caio, após as eliminações da equipe no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores, ganhou chance e sequência entre os titulares. 

Os grandes rivais de São Paulo utilizam bem o fato de o volante se aproximar na área. Paulinho, ex-Corinthians, fez gols decisivos para o Alvinegro e também à Seleção Brasileira. No Palmeiras, Charles já soma cinco redes balançadas. No último sábado, fez dois diante do Oeste. E, no Santos, Cícero, que por vezes joga mais avançado, mas tem sido utilizado ao lado de Arouca com Claudinei Oliveira, fez 33 jogos no ano e foi às redes em 11 oportunidades. 

No São Paulo, em lances de bola parada, Rodrigo Caio aparece bem na área para cabecear. Foi assim no clássico diante do Santos quando, aos nove minutos do primeiro tempo, obrigou o goleiro Aranha a fazer boa defesa após cobrança de escanteio de Jadson. Com dois volantes que articulam as jogadas, os meias ganham mais opções ofensivas e, os adversários têm mais preocupações defensivas. 

Os volantes, alternativas ofensivas ao time nesta quarta-feira, também podem ajudar a quebrar a incômoda marca de três derrotas consecutivas no estádio do Morumbi. Além de Goiás e Santos, pelo Brasileirão, o time perdeu para o Corinthians no jogo de ida da Recopa Sul-Americana. Além disso, um deles pode ser o autor do gol mil do São Paulo no estádio do Morumbi em Brasileiros. 

O volante tem um papel determinante na condução da equipe. Além de desarmar e proteger a defesa, dá qualidade à saída de jogo e ainda pode ser o "homem-surpresa" na área, marcando gols. Suspensos, Denilson e Wellington, titulares no clássico do último domingo diante do Santos, desfalcam o São Paulo. Na temporada, a dupla ainda não balançou as redes. E se por um lado o técnico interino Milton Cruz não poderá contar com os jogadores, por outro ele terá substitutos "modernos" e mais incisivos à frente: Rodrigo Caio e Maicon.

Os jogadores, que já foram às redes uma vez cada um, são alternativas para dar maior fluidez à equipe são-paulina durante a partida e também imprimem um estilo de jogo diferente. Maicon até foi titular com o ex-técnico tricolor, Ney Franco. Já o polivalente Rodrigo Caio, após as eliminações da equipe no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores, ganhou chance e sequência entre os titulares. 

Os grandes rivais de São Paulo utilizam bem o fato de o volante se aproximar na área. Paulinho, ex-Corinthians, fez gols decisivos para o Alvinegro e também à Seleção Brasileira. No Palmeiras, Charles já soma cinco redes balançadas. No último sábado, fez dois diante do Oeste. E, no Santos, Cícero, que por vezes joga mais avançado, mas tem sido utilizado ao lado de Arouca com Claudinei Oliveira, fez 33 jogos no ano e foi às redes em 11 oportunidades. 

No São Paulo, em lances de bola parada, Rodrigo Caio aparece bem na área para cabecear. Foi assim no clássico diante do Santos quando, aos nove minutos do primeiro tempo, obrigou o goleiro Aranha a fazer boa defesa após cobrança de escanteio de Jadson. Com dois volantes que articulam as jogadas, os meias ganham mais opções ofensivas e, os adversários têm mais preocupações defensivas. 

Os volantes, alternativas ofensivas ao time nesta quarta-feira, também podem ajudar a quebrar a incômoda marca de três derrotas consecutivas no estádio do Morumbi. Além de Goiás e Santos, pelo Brasileirão, o time perdeu para o Corinthians no jogo de ida da Recopa Sul-Americana. Além disso, um deles pode ser o autor do gol mil do São Paulo no estádio do Morumbi em Brasileiros.