icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/03/2014
07:00

O Atlético-MG, ao contrário do que faz o seu rival, vai como time todo reserva para encarar o Guarani de Divinópolis, hoje, no Estádio Farião, às 16h. O técnico Paulo Autuori já confirmou que a escalação será alternativa, tudo para preservar a equipe principal visando o compromisso de quarta-feira, pela Libertadores, contra o Nacional no Paraguai.

- A equipe vai ser basicamente a mesma que jogou contra o Villa - afirmou o treinador, que usou Lee diante do Leão do Bonfim, mas deve escalar Giovanni diante do Bugre:

- O Lee está muito bem, mas vou conversar com o Chiquinho sobre isso. o Giovanni voltou, o Giovanni voltaria normalmente, mas o Lee foi muito bem quando jogou. Então os dois estão preparados.

O Galo treinará hoje de manhã no CT com Paulo Autuori. Depois de comandar a equipe titular no treinamento, ele viaja para Divinópolis. Jornada dupla para um treinador que optou em usar o Campeonato Mineiro como 'laboratório'.

Pelo lado mandante do confronto, o Guarani sabe que o Atlético é forte, mesmo sendo o time reserva. Com isso, o objetivo é tentar surpreender, ainda que esteja jogando em casa.

O meia Michel Cury usou da hipérbole para lembrar a força dos jogadores suplentes do Galo.

- Jogador reserva deles ganha R$ 500, 600 mil. Então não tem reserva. Todos são titulares - disse.

Enquanto o Atlético está na segunda colocação da tabela, o Guarani briga para não ser rebaixado para o Módulo II. O desespero que bate na porta da equipe alvirrubra é também um motivador na quente Divinópolis.