icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
12/11/2013
07:00

No final de setembro, a torcida do Atlético-MG ficou apreensiva com a notícia de que Ronaldinho Gaúcho se lesionava e poderia perder o Mundial de Clubes. Atualmente, o risco maior de ausência no Marrocos é de Fernandinho. Mas o ponta-esquerda disse como foi receber as informações do adutor da coxa esquerda de R10, mas falou que o maior jogador do Galo está confiante em ir para o torneio.

- Ele não juntou o grupo para falar, mas alguns foram até ele e deram um bom retorno. Demos apoio e força. Estava motivadaço. Falou: ‘podem ficar tranquilo que eu vou estar no Mundial, vou dar o meu máximo, o meu melhor (na recuperação), podem ficar tranquilos’. E isso encheu o coração de todo mundo, mas encheu o dele também. Ele disse que a parte dele iria fazer. E isso é fundamental. Deus olha pra você e abençoa - afirmou Fernandinho, ao L!Net.

Com Ronaldinho, Fernandinho já fez uma bela tabela em campo. Na vitória contra o Vasco, no Independência, o jogador abriu o placar contando com a visão de jogo do armador. Fernandinho disse que é um sonho jogar ao lado do craque e que, assim como todos no Galo, sente um carinho especial pelo ex-melhor do mundo.

- É um sonho, um cara que, não só eu, mas todo jogador brasileiro queria jogar ao lado, quer ver de perto, ver o que ele faz dentro e fora de campo, ver o que ele é como pessoa. É um parceiro, o grupo gosta demais dele. Não só o grupo, mas todos que fazem parte do Atlético o amam. É diferenciado, especial, por isso conquistou tantas coisas. É um cara que a gente torce sempre para o sucesso dele.

Numa sexta-feira, de manhã, Belo Horizonte acordava com os rumores da lesão de R10 num treino de quinta, quando os demais jogadores estavam de folga e ele havia sido poupado do jogo contra o Criciúma. Ronaldinho rompeu o adutor da coxa esquerda, segundo Cuca, por conta de um pré-treino no CT. Ele precisará, primeiramente, de quase três meses para voltar. Porém, com 'operação de guerra', com direito a acunputura, o atleta já corre em volta do gramado, sem se separar da bola.

Fernandinho chegou na Cidade do Galo, naquela sexta-feira, e recebeu a notícia da lesão como uma bomba. Ele revelou que comentou com as pessoas mais íntimas em sua vida e que cada jogador foi tomando ciência aos poucos.

- Foi estranho. Eu ouvi um zum-zum-zum, cheguei no clube, alguns falaram. Foi muito rápido, cada um soube e eu procurei saber como foi, fiquei triste pra caramba. Comentei com as pessoas mais próximas de mim e elas ficaram tristes, por causa da importância que ele tem para cada jogador. A presença dele nos passa uma tranquilidade enorme.