icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
23/06/2014
18:01

Fernando Santos, técnico da Grécia, perdeu a paciência e discutiu com um jornalista grego durante a entrevista coletiva obrigatória da Fifa, nesta segunda-feira, véspera da partida com a Costa do Marfim, às 17h de terça, no Castelão, que pode selar a eliminação dos helênicos da Copa do Mundo.

Durante toda a conferência, o treinador português se mostrou muito impaciente. Segundo membros da imprensa grega presentes no estádio, o comportamento é praxe. No entanto, Santos passou do tom na resposta da última pergunta, se ele acompanharia a partida entre Japão e Colômbia, que acontece simultaneamente ao jogo do Castelão e interessa para a classificação da Grécia.

Depois de reclamar da tradução do questionamento feito em grego, o comandante recebeu auxílio do assessor de imprensa da sua seleção. A partir daí, tirou os fones pelos quais ouvia a versão em seu idioma, e começou a esbravejar com o repórter.

- Não é possível. Esqueçam o Japão! Qual foi a parte que eu falei que você não entendeu? Se alguém quer ouvir a Grécia, pode falar. O Japão não me presta para nada - disse, antes de deixar a sala.

Última colocada do Grupo C, com um ponto, a Grécia precisa vencer os Elefantes e contar com um tropeço nipônico diante dos colombianos, líderes com seis pontos. Os japoneses também têm um ponto. Já os marfinenses estão na segunda posição, com uma vitória e uma derrota.