icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/11/2013
12:03

Esperando o time somar mais cinco pontos para afastar totalmente o risco de rebaixamento no Brasileirão, a diretoria do Corinthians está com o planejamento atrasado para 2014, como informou o LANCE!Net na quarta-feira. A distância para o G4 e para o sonho de disputar a Libertadores já são motivos suficientes para o gerente de futebol do clube, Edu Gaspar, lamentar uma série de acontecimentos que colaboraram para um segundo semestre decepcionante no Parque São Jorge, mas garantir que a cobrança será forte pela reação.

- Em termos de elenco e contratações, estava tudo planejado... - assegurou o dirigente, em tom de lamento, antes de completar.

- Eu passo tudo para os atletas em relação a comportamento, cobranças, só que depois que sai do CT a gente perde o controle. Todos estão treinando como sempre, e isso nos deixa confiantes. Estamos focados para fazer um ótimo término de campeonato, com a volta de jogadores importantes e motivação, e isso é o importante.

Depois do título mundial de 2012, o Corinthians investiu alto no mercado internacional e contratou Alexandre Pato junto ao Milan (ITA), por mais de R$ 40 milhões, e Renato Augusto, do Bayer Leverkusen (ALE), por R$ 9,5 milhões. A instabilidade emocional do primeiro, que tem sido perseguido pela torcida e errou pênalti decisivo nas quartas de final da Copa do Brasil, e o histórico de lesões do segundo, que já sofreu três lesões graves no ano, não estavam nos planos. Nem a venda de Paulinho, que saiu em junho para o Tottenham (ING).

- O Renato Augusto estava jogando, o Pato melhorando, o Gil se firmou. Mas o Guerrero, por exemplo, a gente não contava com tantas convocações, apesar de saber que vinham algumas. Não contávamos com lesões, como a do Guliherme, e outros fatores que infelizmente não podemos controlar. Se tivéssemos com todo mundo bem seria diferente - condiciou Edu Gaspar, à Rádio Globo.

Como não foi assim, o Timão volta a campo neste domingo, às 17h, para enfrentar o Vitória, no Barradão, e tentar melhorar sua 12ª colocação na tabela do Brasileiro.