icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Marcio Porto
25/04/2014
15:07

Depois de muito mistério e desmentidos, o São Paulo não faz mais questão de dizer que não quer contratar o atacante Alan Kardec. O clube, apesar de desconversar, já fez uma proposta ao Benfica (POR), dono dos direitos econômicos do jogador, e agora já admite interesse em contar com o centroavante de 25 anos, que está emprestado ao Palmeiras até 30 de junho deste ano.

- Não tem nada com o Kardec. A partir do momento em que o Palmeiras não se acertar com ele, aí temos interesse - afirmou o presidente do Tricolor, Carlos Miguel Aidar, em entrevista ao LANCE!Net.

O Palmeiras tem até 31 de maio para exercer a preferência de compra. Por isso, já tinha acordado com os portugueses o valor de 4 milhões de euros (cerca de R$ 12,5 milhões) e acertado a forma de pagamento. No entanto, o Alviverde esbarra na negociação de salários com o atacante. Essa pendência abriu espaço para o São Paulo e, nas últimas horas, os clubes têm brigado pelo atleta.

Na terça-feira, o técnico Muricy Ramalho se reuniu com a nova diretoria do clube e deixou claro que gostaria de contar com Alan. Imediatamente, os dirigentes entraram em contato com o Benfica e enviaram uma proposta no valor de 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 13,7 milhões). Os portugueses notificaram o Palmeiras, que deu o troco.

Na noite da última quinta-feira, já ciente do interesse do rival, o Palmeiras informou ao Benfica que iguala a oferta de 4,5 milhões de euros, o que mantém sua preferência. Porém, a dificuldade para acertar com o jogador pode complicar o Verdão. Procurado pela reportagem, um integrante da diretoria alviverde não quis entrar em detalhes, mas afirmou:

- Essa situação está muito, muito, muito complicada.

Pessoas envolvidas na negociação dizem que o São Paulo tem tratado com valores bem acima do que os apresentados pelo rival. O Tricolor está disposto a fazer novas ofertas ao Benfica até o Palmeiras desistir da negociação. Além disso, o clube do Morumbi não trabalha com o conceito de produtividade e oferece um salário fixo ao atacante. O teto salarial do Tricolor neste caso é de R$ 300 mil (Rogério Ceni, Luis Fabiano e Pato recebem mais). No Verdão, Kardec recebe cerca de R$ 150 mil.

O futuro de Alan Kardec é incerto. Ele não está garantido na partida deste sábado, contra o Fluminense, no Pacaembu. O jogador deixou o treino da última quinta antes do fim, alegando uma crise de gastrite. Além disso, para poder trocar de clube neste Brasileiro, ele não poderá ultrapassar a marca de seis jogos pelo Palmeiras. Até a Copa do Mundo, são mais oito.

Veja os gols do artilheiro Alan Kardec no Paulistão