icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
22/04/2014
08:02

Como se não bastasse a má fase do time, que foi vice-campeão paulista ao perder a final para o Ituano e estreou sob vaias e com empate no Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira deve ganhar mais um problema para a sequência da temporada. Substituído por lesão no 1 a 1 contra o Sport, o zagueiro Neto é o novo motivo de preocupação do departamento médico do Santos, e corre risco de ficar um bom tempo afastado dos jogos e treinamentos.

Na Vila Belmiro, o substituto de Neto foi o jovem Jubal, que vinha sendo o titular após a lesão de Gustavo Henrique, e só perdeu espaço porque o treinador quis "dar mais corpo" ao time com a entrada de David Braz, seis anos mais velho. Agora, mais uma notícia ruim dá espaço para a revelação da base alvinegra brigar outra vez para se firmar.

– Zagueiro é difícil de entrar, né? O Santos ficou muitos anos com Edu Dracena e Durval, e eles não davam brecha. Agora estão acontecendo as lesões, mas é normal. É ruim para o grupo, mas nosso elenco está bem servido – afirma Jubal, ao LANCE!Net.

O zagueiro de 20 anos de idade não esconde que ficou chateado por ter "roído o osso" na primeira fase, mas saído do time antes do mata-mata do Paulistão. Apesar disso, ouviu de Oswaldo de Oliveira que ele confia e conta com seu futebol na sequência do ano. Semana passada, nova motivação para Jubal, que foi chamado para uma semana de treinos com a Seleção Brasileira sub-21, já de olho na Olimpíada de 2016, e voltou ainda mais disposto a agarrar as oportunidades.

– É muito cedo ainda, mas o Gallo (técnico da base do Brasil) mostrou aquilo que ele deseja, e agora depende da gente trabalhar forte e ser titular nos nossos times. A Olimpíada é meu objetivo, mas vamos com calma – confia o zagueiro do Peixe.

O Santos, que perdeu Edu Dracena ainda na pré-temporada e Gustavo Henrique após o clássico contra o São Paulo, agora corre o risco de não contar com Neto para as próximas rodadas do Brasileirão. O jogador esticou demais a musculatura da coxa esquerda para cortar um lance e saiu sentindo fortes dores no local. Os médicos temem que a lesão seja de grau 2 e deixe o camisa 28 fora da equipe entre duas semanas e um mês. As expectativas negativas devem se confirmar nesta terça-feira, quando os resultados dos exames serão conhecidos e o tratamento será iniciado.

Sem os dois titulares, e provavelmente sem o jogador que vinha tomando conta do setor, o Peixe confia no contestado David Braz, no garoto Jubal e no recém-contratado Bruno Uvini para mudar sua primeira impressão no Campeonato Brasileiro.

VEJA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM JUBAL

Como foi esse período de treinos com a Seleção Brasileira sub-21?
Foi uma jornada boa de trabalho em que o professor Gallo mostrou para a gente como ele vai querer a Seleção de base, como é o posicionamento dele diante das coisas. É sempre um aprendizado, e agora a Olimpíada é o objetivo, apesar de ainda ser muito cedo para pensar.

Aí você voltou sexta-feira e já jogou no domingo. Como foi entrar?
É sempre bom jogar, e eu estou em uma situação de aproveitar cada chance. Infelizmente aconteceu a lesão do Neto, então é torcer para que ele volte rápido e fazer meu trabalho tranquilo, com paciência.

Como você reagiu por deixar o time antes da fase de mata-mata?
Claro que feliz você não fica, mas respeito o Oswaldo, que é um grande treinador. Confiei na palavra dele e continuo trabalhando firme para chegar minha oportunidade. Na hora do vamos ver não joguei, mas trabalhei, não desanimei e quero mostrar que estou pronto para jogar.

Como encara a concorrência do Bruno Uvini, o novo reforço?
Ele chegou para fortalecer o grupo por causa dessas lesões todas, é importante. O elenco do Santos está bem servido e o Oswaldo vai saber o que é melhor para o time.

E como mudar essa primeira impressão que o time deixou?
A gente não queria estrear na Vila com empate, porque faz falta. Temos que repetir aquele futebol do Paulista e colher os frutos.