icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
00:45

Protagonista durante toda a partida. Este foi Marcelo Grohe. Seja para o bem, seja para o mal. Grohe salvou o Grêmio em quase 80 minutos de jogo. E, em um lance, tudo desmoronaria. O camisa 1 falhou no gol do Newell's Old Boys, em chute de dentro da área, mas fraco, de Maxi Rodríguez. O goleiro afirmou que o time não mereceria a derrota, evitada por Rhodolfo aos 46 minutos.

- Foi um giro rápido na área. Vale ressaltar o empenho de toda a equipe. Não nos apequenamos, não colocamos a bunda lá atrás. Eles atacavam, a gente também. Mas acho que vale ressaltar a grande atuação de toda equipe. Não merecíamos perder e Deus nos abençoou com esse empate no final - destacou o goleiro.

O arqueiro salvou o Grêmio em alguns lances. No primeiro tempo, voou para espalmar chute de fora da área e giro da marca do pênalti, ambos de Figueroa. Na segunda etapa, viu Ponce acertar o travessão. E, em cobrança de falta, usou a ponta dos dedos para desviar cabeçada de López. A bola se chocou com o travessão, quicou e ficou nos braços dele. Até os 33 minutos, quando em chute fraco e em cima dele, não conseguiu defender.

- Acho que fui coroado com uma grande partida, apesar do gol, a gente fica chateado. Eles (torcedores) cospem, jogam isqueiro, pedra, sei lá. Mas em nenhum momento a gente tem medo. Estamos acostumados com isso, estamos de parabéns. Pude ajudar, estamos de parabéns - completou o camisa 1.