icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
16:17

Restam apenas três partidas para o fim da fase classificatória da Superliga Feminina, mas o Molico/Osasco já tem a liderança assegurada na tabela. O objetivo do time paulista é, portanto, focar no crescimento, visando a um bom desempenho nos playoffs. Dono de uma invencibilidade invejável de 23 partidas e do recorde de melhor sequência na competição, o elenco ainda tem margem para evoluir. Pelo menos essa é a visão do técnico Luizomar de Moura.

– A conquista do primeiro lugar não mudou em nada os nossos objetivos e o planejamento. A equipe está treinando mais forte ainda e sabendo que tem uma margem para crescimento e é atrás desta evolução que projetamos nosso trabalho. Não somos os favoritos e nem o melhor time, mas o trabalho, a dedicação e a colaboração de cada membro desta equipe será fundamental para as nossas pretensões na próxima fase – afirmou o treinador.

Depois de uma breve pausa para o Carnaval, a competição volta com tudo a partir desta quinta-feira. O compromisso da equipe de Osasco é diante do Barueri, às 18h30, no Ginásio José Liberatti, em Osasco. No primeiro turno, o Molico atropelou o rival da cidade vizinha por 3 a 0. Para manter o ritmo de antes das festas, o treinador garante que as atletas seguiram as orientações da comissão técnica.

– A equipe trabalhou firme durante o Carnaval. As meninas tiveram uma pequena folga, mas foram para essa pausa orientadas pelos preparadores físicos e com um trabalho estabelecido pela comissão técnica. O Molico vive um momento muito especial e a conquista do primeiro lugar com três rodadas de antecedência mostra o empenho e o trabalho de cada uma delas – destacou.

O Molico/Osasco lidera a Superliga com 64 pontos, seguido pelo Vôlei Amil, que tem 56. O Barueri, por sua vez, ainda precisa somar pontos preciosos para tentar avançar às quartas de final. O time da ponteira Mari Paraíba tem 29 pontos e ocupa a nona posição. O São Caetano, oitavo colocado, está cinco pontos à frente.