icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Marcio Porto
06/07/2014
15:00

Kaká apenas sonhava em ser jogador profissional de futebol quando sofreu acidente durante férias em Goiás e fraturou a sexta vértebra. Anos depois, o novo reforço do São Paulo viu de longe o amigo Neymar sofrer lesão semelhante em partida da Seleção Brasileira e ser cortado da Copa do Mundo às vésperas da semifinal com a Alemanha.

- O que o Neymar está passando é algo único. Mesmo tendo um problema parecido, eu não era profissional e só pensava se voltaria a jogar futebol, se teria condições. Aquilo que ele está passando, de ficar fora de uma Copa em seu País, é muito difícil. Estamos chorando com ele, mas vamos nos alegrar no futuro - projetou o meia, pentacampeão com o Brasil em 2002 e titular nos Mundiais de 2006 e 2010.


Neymar fraturou a terceira vértebra lombar após choque com o lateral-direito Camilo Zúñiga, da Colômbia, nos minutos finais da vitória do time canarinho por 2 a 1, nas quartas de final da Copa. O craque foi levado a um hospital em Fortaleza e logo foi informado que estava fora da competição. Para Kaká, o prejuízo que poderia ser gigantesco tem potencial para servir de combustível para os jogadores.

- Eu, como todo aquele que é amante do futebol, fico triste. Perde o Brasil e a Copa do Mundo. É uma perda muito grande. Espera-se que essa sáida do Neymar seja um ponto negativo pela questão técnica, mas os jogadores da Seleção podem usar isso como motivação para essa semifinal - opinou o veterano, sobre o confronto com os germânicos desta terça-feira.