icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
19/04/2014
09:10

O Santos pode perder o atacante Rildo pelo prazo de, no mínimo, dois meses. Isso de acordo com as expectativas menos pessimistas do departamento médico do clube, que trata o caso com cuidado desde domingo, data da segunda partida das finais do Campeonato Paulista.

Rildo torceu o tornozelo direito em lance de jogo, mas conseguiu terminar a partida e ainda bateu o quarto pênalti, que tocou a trave e complicou a vida do Peixe diante do Ituano. O atacante saiu do Pacaembu chorando, e com o tornozelo imobilizado para ser avaliado no CT Rei Pelé. O local estava inchado, mas o tratamento intensivo dos médicos conseguiu fazer com que o inchaço diminuísse nas últimas 48 horas.

Ainda não há um diagnóstico definitivo porque o tornozelo está desinchando, mas há suspeita de ruptura de ligamento e até mesmo a chance de cirurgia para corrigir a lesão. Nesse caso, o prazo de dois meses aumentaria ainda mais.

Assim como Edu Dracena e Gustavo Henrique, zagueiros que se lesionaram no início da temporada, Rildo corre o risco de voltar à atividade pelo Santos apenas depois da parada da Copa do Mundo, entre junho e julho.