icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
19/03/2014
10:04

O adversário do Corinthians vive suas compensações diárias em Feira de Santana (BA). Se por um lado as condições e estruturas de treinos são de última linha, por outro o Bahia de Feira inova nas categorias inferiores, de onde atualmente vem a base do profissional.

Atualmente, cinco jogadores titulares são revelados nas categorias de base. Os garotos do sub-20, que fazem boa campanha no estadual local, treinam junto com os mais velhos para uma integração. Eles, aliás, dividem o mesmo campo no CT do clube.

Mas é no garimpo de novas promessas que o Bahia chama a atenção. Sem poder aquisitivo para espalhar olheiros pelo Brasil, a diretoria usa uma "peneira virtual", na qual jovens de todos os cantos mandam vídeos com suas jogadas. Se aprovado nas filmagens, os garotos fazem uma temporada de testes.

- Temos um volante de 16 anos de idade que vimos pelo vídeo. Ele foi muito bem aqui nos testes. Está jogando, indo bem, está se desenvolvendo... Mas chegam vídeos até de outros países. Estamos com um garoto argentino que estava no Rosario Central. Observamos o vídeo e gostamos. Agora estamos buscando uma forma de trazê-lo para cá para passar pelas avaliações - conta Gilmey Aimberê, treinador do time sub-20, ao LANCE!Net.

- Foi uma ideia nossa. A gente chegou a uma conclusão que não adiantava ver jovens só da Bahia. Está dando certo. Depois que a gente vê o vídeo, o cara vem até aqui e tenta confirmar se é aquele jogador que vimos na imagem - concluiu Aimberê.