icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
02/07/2014
13:26

Depois do zagueiro Mats Hummels, a onda de gripe na seleção da Alemanha pegou o meia Thomas Müller, destaque e artilheiro da equipe nesta Copa do Mundo, com quatro gols e duas assistências. O camisa 13 não participou do treinamento desta quarta-feira pela manhã, que foi fechado para a imprensa. A informação foi divulgada pelo treinador de goleiros da seleção, Andreas Köpke, em entrevista coletiva.

Segundo o membro da comissão técnica, o jogador não será problema para o duelo diante da França, nesta sexta-feira, no Maracanã, pelas quartas de final. A delegação germânica viaja ainda nesta quarta e chega por volta de 22h ao Rio. Na quinta, às 14h30, no palco da partida, a equipe fará o último treinamento antes do duelo contra os franceses.

Müller é o segundo jogador do elenco que fica gripado nos últimos dias. O primeiro foi o zagueiro Mats Hummels, que chegou a ter 39 graus de febre no último fim de semana. Com isso, ele nem sequer teve condições de entrar em campo no duelo diante da Argélia, na última segunda, em Porto Alegre.

Seu substituto, Mustafi, lesionou a coxa esquerda e não terá mais condições de atuar na Copa, já que a recuperação prevista é de duas a três semanas. De acordo com a comissão técnica, ele é o único jogador que não estará apto para a partida diante da França.

O meia atacante Lucas Podolski, desfalque no último jogo por dores musculares, e o volante Bastian Schweinsteiger, que sentiu câimbras no fim do duelo diante da Argélia, estarão à disposição do técnico Joachim Löw para a partida.


Podolski está à disposição da Alemanha contra a França (Foto: Nelson Almeida/ AFP)