icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/04/2014
08:09

Ficou evidente a falta que o atacante Ferreyra fez ao time do Botafogo na derrota por 1 a 0 para o Unión Española, na quarta-feira. Sem a principal referência no setor ofensivo, as bolas foram cruzadas para a área do time chileno, mas não encontravam o baixinho Henrique, que não correspondeu. E os zagueiros rivais fizeram a festa, tirando quase todas as bolas com facilidade.

Porém, moleza é o que a zaga do San Lorenzo não terá, na quarta-feira. Afinal, Tanque voltará de suspensão e estará presente no Estádio Nuevo Gasómetro, pronto para mostrar o poder de decisão e classificar o Alvinegro para as oitavas de final da Copa Libertadores.

– O Ferreyra fez falta. Nossa equipe está se entrosando aos poucos com ele. Espero que nos ajude mais uma vez. É um grande jogador. Conhece a catimba dos argentinos. Será muito importante para nós –
afirmou Wallyson, companheiro de ataque do argentino.

Com três gols na competição sul-americana, Ferreyra já garantiu pontos preciosos ao Botafogo no Grupo 2, como na vitória sobre o Independiente del Valle por 1 a 0. E além de pôr a bola na rede, o centroavante é importante na questão tática, já que inicia a marcação no setor ofensivo e auxilia a defesa nos escanteios contra o gol de Jefferson.

– Ferreyra é um jogador muito experiente, segura bem a bola lá na frente e dá tempo para a nossa equipe sair lá de trás. Ele se coloca bem. Temos conversado para que eu saiba onde e como ele gosta de receber a bola na frente – revelou Wallyson.