icons.title signature.placeholder João Vítor Xavier
20/11/2013
20:37

A noite desta quarta-feira foi de reencontro do Uruguai com o bicampeonato mundial, conquistado em 1950, no Maracanã. Antes de a bola rolar para a partida contra a Jordânia, em Montevidéu, pela repescagem do próximo Mundial, o Estádio Centenário exibiu o gol do título daquele ano, marcado por Ghiggia. A Celeste calou o Maracanã com uma vitória por 2 a 1 sobre o anfitrião Brasil.

Emocionado, o carrasco verde-amarelo foi chamado ao centro do gramado, descreveu aquele lance e falou palavras de agradecimento à família e à torcida celeste. Ele é o único ex-jogador vivo daquela geração que conquistou o maior feito de todos os tempos do futebol uruguaio.

O público fez silêncio para acompanhar a jogada e, em seguida, explodiu de emoção, desfraldando uma bandeira escrita "1930-1950-2014", em referência aos Mundiais vencidos pelo Uruguai e pela classificação iminentemente carimbada para o ano que vem.