icons.title signature.placeholder Alexandre Araújo
19/06/2014
16:11

Com a ausência de Martín Silva, com a seleção do Uruguai na Copa do Mundo, o jovem goleiro Gabriel Felix, que recentemente teve seu contrato renovado até 2016, está treinando entre os profissionais. Assim, o elenco do Vasco que está em Pinheiral, Sul Fluminense, conta com Diogo Silva, Jordi e Felix, trio que vem trabalhando sob o comando de Carlos Germano.

Mais experiente dos três, Diogo Silva, que, nas concentrações, divide quarto com Jordi, ressalta a importância deste intercâmbio ente o elenco profissional e as categorias de base. Por outro lado, lembra que, ao atingir este patamar, o jogador tem de correr atrás do espaço.

- É muito importante ter esse intercâmbio da base com o profissional. Nas categorias de base, o jogador se prepara para chegar no profissional. Quando chega, começa a trabalhar plantar para colher os frutos no próprio profissional. O que ele fez na base, credenciou ele para chegar ao profissional, ninguém esquece. Mas a batida é diferente. É importante para ele estar trabalhando aqui, poder vivenciar essa rotina do profissional - disse.

A convivência com jovens goleiros promovidos da base não chega a ser uma situação nova para Diogo Silva, que passou por isso quando defendeu o Bangu e Nova Iguaçu:

- Sempre temos uma conversa. Também passei por esta situação. A gente procura passar o máximo através da conversa, mas também através das atitudes. Mostramos dedicação, ser um excelente profissional.