icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2014
07:03

Contratado em meio a um ambiente hostil na política do Santos, Enderson Moreira está ciente de que as eleições no dia 6 de dezembro podem definir seu futuro. Após o empate por 3 a 3 com o Cruzeiro nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, e a eliminação na semifinal da Copa do Brasil, o treinador admitiu que o Peixe não tem grandes expectativas no Brasileirão e, mesmo sem saber o que vai acontecer no ano que vem, tem planos para o time.

Segundo o técnico santista, seu objetivo a partir de agora passa ser deixar a equipe mais fortalecida.

- Vamos fazer com que o Santos tenha um time competitivo para a sequência. Temos um belo caminho pela frente e capacidade para fazer a equipe mais forte - declarou após a queda na Copa do Brasil.

Diante de uma crise financeira, as últimas contratações do Santos foram com parceiros ou sem custo. Pensando em novos reforços, Enderson afirma que tem olhado para a base com atenção e que pode tirar de lá alguma surpresa.

No duelo contra a Raposa, por exemplo, Caju e Jorge Eduardo, ambos da base, saíram do banco de reservas para atuar no confronto decisivo.

- Acho que temos algumas peças, posições que tem que buscar alternativas. Independente de ficar é com isso que quero contribuir. Assim como pude contribuir no Goiás e Grêmio. Espero fazer isso para que possamos fazer do Santos o time que merece ter - explicou.

Enderson Moreira tem contrato com o Alvinegro até dezembro de 2015.